‘No Dia Nacional da Imigração Judaica é preciso refletir sobre mortes na pandemia’

  • há 3 anos
Considerado um dos episódios mais cruéis da humanidade, o holocausto vitimou, durante a Segunda Guerra Mundial, mais de 6 milhões de judeus, entre eles 1,5 milhão de crianças. Ainda assim, é pouco conhecido entre os brasileiros, especialmente os mais jovens. É também para preencher esta lacuna que, desde 2009, no dia 18 de março é celebrado o Dia Nacional da Imigração Judaica. A comunidade judaica no Brasil é a segunda maior da América Latina, com aproximadamente 120 mil judeus. Em entrevista a jornalista Marilu Cabañas, da Rádio Brasil Atual, Carlos Reiss, coordenador geral do Museu do Holocausto de Curitiba, destaca que nesta data é preciso refletir sobre as mortes em decorrência da covid-19. Assista ao vídeo.

#Pandemia
#Economia
#Selic
#JornalBrasilAtual


Inscreva-se, ative o “sininho” e receba os conteúdos da TVT Fortaleça a TVT. Seja membro do nosso canal! Veja como: https://bit.ly/2VT0hI0